A+ R A-

A Olimpíada de Inverno de PyeongChang, na Coreia do Sul

     As temperaturas abaixo de zero marcam os Jogos, que têm a expectativa de serem um dos mais frios da história. As Olimpíadas de Inverno de PyeongChang 2018 acontecem de 8 a 25 de fevereiro. A cerimônia de abertura será no dia 9, às 9h (horário de Brasília), no PyeongChang Olympic Stadium. A festa de encerramento é no dia 25, no mesmo horário. Os Jogos de Inverno deste ano serão disputados no condado de PyeongChang, localizado na província de Gangwon, no nordeste da Coreia do Sul. A cidade tem cerca de 50 mil habitantes e fica nos Montes Taebaek, uma cordilheira que cruza o país. A área olímpica fica a apenas 40km da fronteira com a Coreia do Norte e a 180km da capital Seul. Em 2016, o nome da cidade foi alterado para que turistas não confundissem e viajassem por engano para a capital do norte, Pyongyang. Assim, Pyeongchang ganhou um "C" maiúsculo: PyeongChang.

Brasil Gelo ESPORTESNET 2018 001

     Serão disputados 14 esportes: 7 de gelo (bobsled, skeleton, luge, curling, hóquei, patinação de velocidade e patinação artística) e 7 de neve (combinado nórdico, salto com esqui, snowboard, biatlo, esqui estilo livre, esqui alpino e esqui cross-country). Em 2018, 92 nacionalidades participarão dos Jogos. A delegação brasileira é formada por dez atletas: nove titulares e um reserva. O país participa em cinco esportes:

Snowboard: Isabel Clark

Patinação artística: Isadora Williams

Esqui alpino: Michel Macedo

Esqui Cross-country: Jaqueline Mourão e Victor Santos

Bobsled: Edson Bindilatti, Odirlei Pessoni, Rafael Souza, Edson Martins e Erick Vianna (reserva)

     A chance de o Brasil sair com uma medalha de PyeongChang é muito remota. Os brasileiros competem para melhorar o desempenho e terminar os Jogos com as melhores participações da história. Destaque para o trenó 4-man do país, que hoje está no top 20 do mundo e tenta figurar entre os 15 do planeta.

     O esporte mais tradicional da Olimpíada de Inverno é o esqui alpino. Quem gosta de adrenalina não pode perder o bobsled, o luge e o skeleton. No bobsled, o Brasil promete seu melhor resultado da história. Quem gosta de arte vai se apaixonar pela patinação artística, que terá a brasileira Isadora Williams. O japonês Noriaki Kasai, do salto de esqui, vai bater o recorde de participações em Olimpíadas de Inverno quando saltar em PyeongChang. Será sua oitava participação. No snowboard, o americano Shaun White é outra estrela. No esqui alpino, a americana Lindsey Vonn está de volta após ficar fora de Sochi 2014. O holandês Sven Kramer, da patinação em velocidade, vai em busca do seu quarto ouro olímpico. No hóquei, Canadá, Estados Unidos e a equipe de "Atletas Olímpicos da Rússia" prometem tensão e muita rivalidade no gelo. Na patinação de velocidade, os sul-coreanos, donos da casa, têm os americanos no encalço. No biatlo e nas modalidades de esqui, a Noruega é a grande potência, mas Alemanha, outros países nórdicos, austríacos e suíços dominam as rivalidades.

Grandes competições esportivas são sempre acompanhadas de um bastidor político. No fim de 2016, o COI excluiu a Rússia dos Jogos por conta do escândalo de doping que envolve o país. Apenas atletas selecionados pela entidade poderão competir, mas não defedenrão a bandeira e nem ouvirão o hino russo em caso de medalha de ouro. São os "Atletas Olímpicos da Rússia".

     Já o clima sempre tenso entre as Coreias do Sul e do Norte parece ter melhorado. Desde a Guerra das Coreias, de 1950 a 1953, um tratado de paz nunca foi assinado. Ou seja, oficialmente, as duas partes seguem em guerra. Mas em janeiro deste ano o COI promoveu um encontro entre o Sul e o Norte, quando ficou decidido a participação dos norte-coreanos, com 22 atletas. Além disso, o time feminino de hóquei será composto por jogadoras de ambos os países. Na cerimônia de abertura, Sul e Norte também caminharão juntos.

 

Fonte: globoesporte.com

Palmeiras X Santos: visão do clássico

     37 mil pessoas estiveram presentes ao Allianz Parque para o clássico entre Palmeiras X Santos. 

    É visível que o elenco com mais opções hoje no país esta sendo bem aproveitado por Roger. Não da para afimar que ele terá continuidade no Palmeiras, depende de resultados, torcida e diretoria. Mas é nítido que o time de 2018 já podemos ver algumas nuances que o diferenciam da temporada anterior. 

    Roger analisou bem o elenco e esta sabendo aproveitar melhor algumas peças. Felipe Melo, que anteriormente era mais personagem que jogador e agora é titular absoluto no esquema do time, buscando bola entre os zagueiros, executando lançamentos e ainda aparece no ataque esporadicamente. Jaílson se tornou a aposta do treinador, mesmo com o ídolo Fernando Prass e o campeão olímpico Weverton e o goleiro não decepcionou, já esta há 26 jogos invicto.

     Um dos pontos que mais chama a atenção é Borja, o criticado reforço de R$ 33 milhões que em 2017 não tinha mobilidade e função no time. Agora com Roger o atacante colombiano tem função tática, flutuando nas alas e armando jogadas, resultado: Borja é útil ao time agora e ainda vem aos poucos reencontrando o caminho do gol.

     A defesa palestrina, sempre criticada pela falta de função dos laterais e as vezes a zaga perdida, ao menos por enquanto demonstra consistência e equilíbrio com Antonio Carlos e Thiago Martins, além de Marcos Rocha (reforço recém contratado) e Victor Luis, prata da casa que vem dando conta do recado. Defesa bem postada e jogando simples deram um equilíbrio ao time que o deixa mais solto para atacar e com isso, Lucas Lima, Scarpa, Moisés, Guerra e Cia podem produzir mais.

     Do lado santista Jair Ventura ainda tem tempo para preparar o clube para a estreia da Libertadores no dia 1º de março contra o Real Garcilaso.

     A derrota para o Palmeiras não é motivo para cobrar e criticar o trabalho de Jair que ainda tem desfalques (Bruno Henrique, Vitor Bueno e Gabigol) e não podemos esquecer que ele esta se encontrando em um clube novo, diferente do Botafogo que ele realizou um bom trabalho mas que ele tinha anos de vivência. Jair tem tudo para dar certo no Peixe, com a volta de jogadores e talvez mais uma peça para compor o meio de campo este time ainda pode dar liga.

 

 

Borja Palmeiras 04 fev 2018 ESPORTESNET Palmeiras 001

No Tatico Fernando Alves Firmino ESPORTESNET 2015

CATS recebe Rio Preto pensando no G8

O CATS busca retormar o caminho das vitórias em seus domínios

Fonte: Futebol Interior

     Separados por um ponto e tentando se firmar dentro do G8 neste Campeonato Paulista da Série A3, Taboão da Serra e Rio Preto se enfrentarão nesta quarta-feira pela quinta rodada da competição. O confronto acontecerá em Taboão da Serra, no estádio Vereador José Ferez, com início às 16h.

     Nas quatro rodadas realizadas até agora, o Taboão da Serra venceu dois jogos, perdeu um e empatou outro, somando sete pontos, na sexta posição, enquanto o Rio Preto conta com uma vitória e três empates, estando invicto, com seis pontos, na 11ª colocação.

     Os dois clubes jogaram fora de casa na última rodada. O CATS visitou o EC São Bernardo e perdeu pelo placar de 3 a 2, enquanto o Rio Preto jogou contra o Barretos e ficou no empate pelo placar de 0 a 0.

Rio Preto realiza jogo-treino

     Em preparação para a A3, o Rio Preto realizou um jogo-treino na última segunda-feira, contra o Novorizontino, que está disputando o Paulistão. O duelo terminou empatado pelo placar de 2 a 2. Participaram da atividade apenas os jogadores que não atuaram contra o Barretos no último domingo. Os demais realizaram apenas um treino regenerativo.

     O Rio Preto também treinou nesta terça-feira. Para o duelo, o técnico Rodrigo Fonseca, deverá manter a mesma formação que iniciou a partida do último domingo.

Desfalques no Tricolor da Serra

     Enquanto o Rio Preto deverá ir a campo com força total, o Taboão da Serra terá pelo menos uma mudança na sua escalação em relação ao último jogo. O zagueiro Vinícius Costa recebeu cartão vermelho contra o EC São Bernardo e terá que cumprir suspensão automática.

     O restante do time está à disposição de Axel. Vinícius deverá ser substituído por Rodrigo, enquanto o time do último jogo deverá ser mantido.

 

Clube Atlético Taboão da Serra X Rio Preto

Campeoanto Paulista de Futebol - A3 - 5ª Rodada

Data: 31 de janeiro de 2018 - Horário: 16h00

Local: Estádio Vereador José Feres - Taboão da Serra (SP)

Árbitro: Rodrigues Gomes Paes Domingues

Assistentes: Hélio Antonio Salvia de Sá e Vladimir Nunes da Silva.

Taboão da Serra
Thyago; Vinícius Viana, Rodrigo, André Luis e Lúcio; Danilo, Caio, Marcelinho e Diego Souza;
Cecel e Somália.
Técnico: Axel

Rio Preto
Poti; Gabriel Luiz, Emerson, Henrique Perruci e Mayc; Jô, Jean Batista, Caio César e Jefferson Paulista; João Ferez e Léo Coca.
Técnico: Rodrigo Fonseca

 

Resultado Final Foto CATS Radio ESPORTESNET 2018

 

Ricardo Berna chega ao CATS

 

     O Clube Atlético Taboão da Serra apresentou mais um reforço para a disputa do Campeonato Paulista da Série A3. O nome da vez é o goleiro Ricardo Berna, 38, com passagens por Fluminense, Portuguesa, Guarani, Fortaleza, Náutico, América (MG) e União São João. Campeão Mineiro em 2001, pelo América, Brasileiro em 2010, 2012, Carioca pelo Flu e Cearense pelo Fortaleza em 2016, o CATS aposta na experiência do atleta para aumentar a qualidade do grupo.

     O atleta se apresentou no dia 01 de fevereiro e já treina com o grupo comandado por Axel. O próximo jogo do clube será contra o Monte Azul, domingo (04) as 10h no estádio Patrícia Otacílio Arroyo.

     “Estamos com uma ótima equipe, mas queremos reforçar ainda mais”, disse, Anderson, ao Portal O Taboaense. Com oito pontos, o clube aparece na oitava posição da Série A3, brigando pela classificação. Assim como na última temporada, apenas dois clubes conquistarão uma vaga na Série A2 de 2019.

 

Ricardo Berna ESPORTESNET 2018 CATS

 

 

Ricardo Berna ESPORTESNET 2018 CATS 2

 

Classificacao Paulista A 3 2018

Scarpa é do Palmeiras

 

     Segundo o portal Globoesporte.com, o Palmeiras acertou a contratação de Gustavo Scarpa na manhã desta segunda-feira. O meia de 24 anos não estava mais ligado ao Fluminense, já que obteve a rescisão de contrato com mandado judicial.

     Mesmo assim, o Verdão estuda compensar o Flu com o empréstimo de alguns jogadores. A leitura da diretoria do Palmeiras é que, se o Fluminense não topar, a briga judicial entre Scarpa e o clube carioca irá se alongar, mas sem que o Verdão seja prejudicado por isso.

     O contrato de Gustavo Scarpa com o Palmeiras será de cinco anos. Ele é o sexto reforço do clube para a temporada. Os outros foram o zagueiro Emerson Santos, o meia Lucas Lima, o goleiro Weverton e os laterais Marcos Rocha e Diogo Barbosa.

     A negociação entre Palmeiras e Scarpa tinha sido retomada nos últimos dias. No fim do ano passado, o Verdão chegou a ser visto como destino mais provável do jogador, mas a possibilidade de troca de atletas foi abortada duas vezes: primeiramente por uma recusa de Róger Guedes em ir para o Fluminense; depois, por um desacerto nos termos do acordo.

     Depois disso, o jogador de 24 anos passou a ser disputado principalmente por São Paulo, Corinthians e Atlético-MG. No fim de semana, o Benfica, de Portugal, também tinha formalizado interesse, o que aumentou a concorrência.

     Insatisfeito com o não pagamento de quatro meses de direitos de imagem e seis de FGTS, Scarpa foi à Justiça em 22 de dezembro para tentar a rescisão do contrato com o Fluminense. No início da pré-temporada, para a qual o meia não se apresentou, o clube quitou alguns débitos, ainda sem ter ciência da ação.

     Depois de ter seu pedido negado, o jogador conseguiu desfazer o vínculo com base em um mandado de segurança. O Fluminense, porém, afirmou em nota oficial que recorrerá da decisão e irá "até as últimas consequências para fazer valer seus direitos".

     Mesmo em um 2017 atípico, com críticas da torcida tricolor em algumas partidas, Scarpa esteve em campo em todas as rodadas do Campeonato Brasileiro deste ano. Deu 12 assistências para gol e balançou as redes duas vezes.

 

Scarpa Palmeiras Radio ESPORTESNET 2018 001