A+ R A-

Corinthians joga melhor e vence clássico de alto nível

     Muita gente ficou com a dúvida até ontem: o que veremos na Arena Corinthians, o desastroso Corinthians das últimas rodadas ou o animador Palmeiras que não estava perdendo? Bem...foi um pouco diferente.

       Quem foi ao estádio viu um grande clássico, daqueles para se guardar na retina com orgulho por testemunhar um dos maiores clássicos do planeta sem dúvida.

       Um clássico que honrou o termo clássico...estádio lotado (infelizmente devido ao MP com uma só torcida) campeonato em reta final, líder pressionado, adversário também sob pressão. Sim, todos estes igredientes fizeram parte do jogão. O até então irretocável líder Corinthians perdendo muitos jogos e sua liderança matematicamente ameaçada, do outro lado o Palmeiras, até então sem mais nada a fazer no ano com uma oportunidade única de encostar.

      Carille fez o que se esperava dele, manteve a disciplina tática, armou muito bem a equipe para jogar em cima dos laterais adversários, algo que sabidamente é o "Calcanhar de Áquiles" do Verdão. Romero voltando no combate atrapalhou demais a saída de bola verde no primeiro tempo, Clayson foi ótima sacada para o jogo, deu mobilidade ao meio campo e Fagner em um dia inspirado, reencontrou seu bom jogo e atuou muito bem. Outro que foi pouco falado mas muito presente e importante foi Rodriguinho, peça importantissíma no clássico. Do lado palestrino, Valentim não soube utilizar o meio para diminiuir a velocidade corinthiana no primeiro tempo, deixando muito espaço, Dudu e Keno não conseguiam subir com muita eficiência e Moisés ficava preso na "parede" defensiva alvinegra.

       Logo os gols saíram, até se questiona o impedimento no primeiro gol, sim realmente estava, mas é algo tão rápido e tão difícil que fica um assunto para as brincadeiras do bar este debate. O Corinthians entrou muito concentrado para o jogo, clima de decisão e o que se viu no primeiro tempo foi um Palmeiras como durante todo o ano de 2017, aquele mais do mesmo, desfocado, sem estar no clima do torneio e fora de sintonia, quando viu o que estava ocorrendo já estava 3 a 1 para o Timão. Na segunda etapa, de forma natural, os donos da casa não conseguiriam ficar da mesma forma que no primeiro período, marcando forte, e começou a atuar em meio campo somente, o Palmeiras, atrás no placar, tinha obrigação de ir para cima e assim o fez, empurrando ainda mais o Corinthians para seu campo defensivo mas sem muita efetividade, Pablo errou um lance e Moisés marcou um golaço, deixando o final do clássico com muita emoção e dando algumas certezas ao apito final. O Corinthians esta caminhando bem para o título e o Palmeiras precisa repensar todo o seu planejamento para 2018. O Timão com algumas peças de maior qualidade e mantendo este elenco, pode sonhar mais alto no ano que vem, já o Palestra tem que pensar o que deseja para 2018, só marketing ou ser competitivo, deve contratar pautado nas necessidades táticas e técnicas do time e não em achismos. O Brasileirão esta excelente, desde o início, menos para os depressivos de plantão, mas fazer o que, nem todos gostam de emoção...ahhh esse tal de futebol...

 

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3 x 2 PALMEIRAS

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)


Data: 05 de novembro de 2017, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)


Árbitro: Anderson Daronco (Fifa)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Junior


Público: 46.090 pagantes
Renda: R$ 2.908.847,10


Cartões amarelos: Romero, Gabriel, Fagner, Maycon, Cássio, Jadson (Corinthians); Edu Dracena, Tchê Tchê, Egídio, Bruno Henrique, Dudu (Palmeiras)
Cartão vermelho: Deyverson (Palmeiras)


Gols:
CORINTHIANS: Romero, aos 27, Balbuena, aos 29, Jô, de pênalti, aos 38 minutos do primeiro tempo
PALMEIRAS: Mina, aos 34 minutos do primeiro tempo, Moisés, aos 23 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel (Maycon), Camacho (Fellipe Bastos), Romero, Rodriguinho e Clayson (Jadson); Jô
Técnico: Fábio Carille

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Mina, Edu Dracena e Egídio; Bruno Henrique (Guerra), Tchê Tchê (Deyverson) e Moisés; Keno (Roger Guedes), Dudu e Borja
Técnico: Alberto Valentim

 

 

 

Corinthians X Palmeiras Radio ESPORTESNET 2017 001

 

No Tatico Fernando Alves Firmino ESPORTESNET 2015